Compatibilidade do seu navegador

O website da AIRC está otimizado para Google Chrome, Mozilla Firefox e Internet Explorer 10.

Detetámos que está a aceder ao nosso website com uma versão desatualizada do Internet Explorer, ou que está a aceder em modo de compatibilidade, o que não permite que o website seja apresentado corretamente. Recomendamos que atualize o seu Internet Explorer para a versão mais recente (ou que verifique as definições do seu browser relativas ao modo de compatibilidade), ou ainda que utilize o Google Chrome ou o Mozilla Firefox para aceder ao nosso website (as ligações seguintes remetem para as páginas de atualização dos respetivos browsers):

atualizar Internet Explorer instalar Mozilla Firefox instalar Google Chrome
Entendo e aceito as limitações, mas desejo fechar este alerta e aceder ao website AIRC com o meu browser atual.

Suporte e Downloads

Downloads mais recentes
ver todos
15 Fevereiro, 2018
GES – Versão 25.19.109
15 Fevereiro, 2018
OAD – Versão 25.19.109
14 Fevereiro, 2018
SGP – Versão 25.66.773
 

A sua opinião e o seu feedback são importantes. Ajude-nos a melhorar o nosso serviço e as nossas soluções.

 
×
 

Atendimento automático
(+351) 239 850 500

 
×
 

Tenha acesso imediato às novidades. Subscreva as nossas newsletters.

 
Downloads
OAD – Versão 25.19.109   
15 Fevereiro, 2018

Esta versão requer atualização da base de dados.

GES – Versão 25.19.109   
15 Fevereiro, 2018

Esta versão requer atualização da base de dados.

SNC - Versão 25.01.191   
14 Fevereiro, 2018

Nova versão SNC v.25.01.191

SGP – Versão 25.66.773   
14 Fevereiro, 2018

Esta versão requer atualização da base de dados.

SGA – VERSÃO 25.67.373   
9 Fevereiro, 2018

Esta versão requer atualização da base de dados.

GCP - Versão 25.06.058   
9 Fevereiro, 2018

Esta versão pode requerer atualização da Base de Dados

MyDoc WIN – Versão 25.68.312   
8 Fevereiro, 2018

 Esta versão requer atualização da base de dados.

SCA - Versão 25.45.339   
2 Fevereiro, 2018

Nova versão SCA 25.45.339

SGP – VERSÃO 25.65.764   
1 Fevereiro, 2018

Esta versão não requer atualização da base de dados.

Perguntas Frequentes
SNC-AP - Sistema de Normalização Contabilística
Terei necessidade de adquirir novas soluções de gestão financeira para fazer face à obrigatoriedade da implementação do SNC-AP?

Não. A AIRC irá disponibilizar atempadamente e sem custos adicionais, a todos os clientes que disponham dos respetivos contratos de manutenção ativos, as versões das aplicações de gestão financeira preparadas para o SNC-AP. 

Tratando-se de uma mudança com alguma profundidade, a AIRC com o máximo rigor, cuidado e critério estudou e trabalhou as novas normas, antecipando todos os impactos que dela decorrerão. Preparar a mudança, sem esquecer a formação dos recursos humanos envolvidos, é a melhor forma de reduzir os riscos e garantir a simplicidade e o sucesso do processo de transição para o SNC-AP.

A AIRC disponibilizará um conjunto alargado de serviços de formação, englobando assim todas as áreas cobertas pelas novas soluções. As ações de formação poderão ser adequadas às necessidades próprias dos clientes, bem como realizadas, no âmbito da implementação do SNC-AP, soluções para o reforço de competências, e planeamento para cumprimento de objetivos alargados de capacitação dos recursos humanos.

SNC-AP - Sistema de Normalização Contabilística
O que é o SNC-AP?

O novo Sistema de Normalização Contabilística para as Administrações Públicas (SNC-AP) foi aprovado  pelo Decreto-Lei n.º 192/2015, de 11 de setembro, publicado no Diário da República n.º 178/2015, Série I, e vem revogar o Plano Oficial de Contabilidade das Autarquias Locais (POCAL) e igualmente todos os outros planos setoriais de Contabilidade Pública decorrentes POCP

O SNC-AP visa, acima de tudo, impulsionar a convergência das práticas de contabilização e avaliação dos ativos e passivos entre os diferentes Estados-membros da União Europeia (UE), promovendo a transparência e a comparabilidade das demonstrações financeiras e a desejada eficiência e eficácia da gestão pública, em sintonia com as normas internacionais de contabilidade pública emitidas por uma Comissão especializada do IASB (International Accounting standards Board).

SNC-AP - Sistema de Normalização Contabilística
Porquê esta mudança?

Tendo desempenhado durante anos um papel fundamental no panorama nacional, o POCAL tem-se revelado insuficiente para entidades com maiores exigências qualitativas de relato financeiro. Além de que o POCAL careceria de uma necessária revisão técnica, nomeadamente, em aspetos conceptuais, critérios de reconhecimento e mensuração, conceito de resultados, e ainda os modelos das demonstrações financeiras individuais e consolidadas. 

Acresce que, com a adoção do Sistema de Normalização Contabilística (SNC) para as empresas, o segmento de Contabilidade “Patrimonial” do POCAL tinha que se ajustar ao novo paradigma contabilístico, igualmente aplicável a todos restantes sectores da AP.

SNC-AP - Sistema de Normalização Contabilística
Sabia que, a partir de 1 de Janeiro de 2019, o POCAL vai ser substituído?

O Sistema de Normalização Contabilística para a Administração Pública (SNC-AP) é o novo modelo de normalização contabilística, aprovado em Conselho de Ministros a 9 de julho de 2015.

O processo de alteração a iniciar em 2016, em algumas entidades piloto,  culminará com a entrada em vigor da aplicação obrigatória do SNC-AP, a partir de 1 de Janeiro de 2019.

Esta é uma medida que permitirá a convergência internacional em matéria de gestão e relato financeiro das administrações públicas, substituindo os atuais vários planos de contas setoriais (entre os quais o POCAL) por um único plano aplicável a toda a Administração Pública (AP).


O que devo fazer para desbloquear ficheiros em formato chm?

Para desbloquear os ficheiros em formato chm deve ter em consideração o sistema operativo onde o bloqueio ocorre e efetuar os procedimentos descritos no documento de apoio

SIC - Sistema de Inventário e Cadastro Patrimonial
Tenho uma Fatura de um ano e Nota de crédito do ano seguinte. Como fazer?

Depois de lançada uma fatura (ou outro documento com movimentos a Débito) num ano, e se posteriormente (ano seguinte ou mês seguinte caso sejam Processamentos Mensais) for lançada no SCA uma Nota de Crédito a anular total ou parcialmente o valor de aquisição, deverão realizar as seguintes operações:

  • Anular a amortização anual ou mensal(ais) do bem(ns) no período anterior (caso tenha sido amortizado e caso se justifique), através do lançamento de uma amortização, em Operações extraordinárias, com valor negativo. Lançar na Contabilidade o movimento da amortização;
  • Lançar a Nota de Crédito através de uma desvalorização (pode ser criado um tipo específico para estas situações);
  • Verificar se o bem ficou com o valor correto (valor 0, caso tenha sido uma nota de crédito no valor total do bem(ns));
  • Abater o bem(ns) caso deixe de existir ou nunca tenha sido da entidade;
  • Em alternativa podem abater diretamente o bem, reconciliando o movimento da conta base com o movimento da Nota de Crédito e depois reconciliando no SCA o movimento da amortização.

 

SIC - Sistema de Inventário e Cadastro Patrimonial
Tenho uma Fatura e uma Nota de Crédito a anular logo de seguida. Como fazer?

Depois de lançada uma fatura (ou outro documento com movimentos a Débito) num ano, e se posteriormente, mas no mesmo ano, e se tiver processamentos anuais, for lançada no SCA uma Nota de Crédito a anular totalmente o valor de aquisição, existem 3 possibilidades para a resolução:

  1. Lançar o bem normalmente; lançar a Nota de Crédito através da Regularização via movimento e de seguida abater o bem (caso ele não esteja na posse da entidade).
  2. Lançar o bem normalmente; Abater o bem (caso ele não esteja na posse da entidade), usando o movimento da Nota de crédito para a reconciliação do movimento do abate (atenção à opção de amortizações por duodécimos e valor mínimo).
  3. Não lançar os 2 documentos. Podem regularizar os documentos em Reconciliação > Movimentos de Regularização, para evitar que esses movimentos apareçam nas pesquisas de movimentos por reconciliar. Esta opção parece-nos a mais correta, quando o bem nunca foi da entidade, pois não terá lógica lançar um bem no Património, que nunca tenha sido parte integrante do mesmo.

 

SIC - Sistema de Inventário e Cadastro Patrimonial
Como fazer quando há uma alteração da estrutura orgânica da entidade?

Quando existe uma alteração de estrutura orgânica, eis uma explicação simplificada dos procedimentos aconselhados:

  1. Alterar os códigos da estrutura antiga (janela de Serviços) de forma a que não sejam coincidentes com códigos da nova estrutura;
  2. Criar a nova estrutura na tabela manualmente ou importando do SGP;
  3. Criar Novos Responsáveis (consiste em definir os serviços responsáveis pelas zonas com bens) ou
  4. Transferir os Bens, usando a funcionalidade de Transferência de bens - Serviços (que cria automaticamente os Responsáveis caso não existam) ou a Transferência de bens
  5. Caso hajam bens abatidos em algum serviço a apagar, deve ser realizada a transferência de bens abatidos (estes podem ser transferidos para uma Zona de Abatidos);
  6. Apagar Responsáveis antigos (de serviços extintos);
  7. Apagar ou Inativar Serviços antigos.

 

SAD - Sistema de Avaliação de Desempenho
Quando um avaliador deixa de o ser, é necessário apagar todas as fichas dos avaliados e voltar a criá-las já associados ao novo avaliador?

Não, se utilizar a Movimentação de Avaliados. Esta rotina permite que toda a informação de uma ficha de avaliação transite quando um avaliado é deslocado da lista de um avaliador para outro. 

SAD - Sistema de Avaliação de Desempenho
A reformulação de objetivos obriga à substituição de um objetivo por outro?

Não. A reformulação da lista de objetivos possibilita adicionar novos objetivos à lista sem ter de retirar nenhum dos que já tinham sido atribuídos.

Pretende mais informações acerca das nossas soluções? Contacte-nos:
(+351) 239 850 500  comercial@airc.pt